Notícias

O manejo florestal comunitário exige de profissionais do segmento florestal conhecimentos ainda pouco explorados em ambientes formais de ensino, como universidades e instituições de educação tecnológica. Os desafios de atuação em empreendimentos coletivos liderados por populações tradicionais extrapolam as expertises técnicas das atividades operacionais e incluem relações interpessoais e novas formas de pensar as relações com a sociobiodiversidade e com o próprio sistema econômico. Para suprir esse déficit no campo da engenharia florestal, e propor modelos replicáveis de formação e
Comunidades que habitam a Reserva Extrativista (Resex) Verde para Sempre, localizada em Porto de Moz (PA), realizam o manejo florestal comunitário com apoio de instituições que atuam por meio de projetos de fomento da cadeia da madeira na região. O Instituto Floresta Tropical (IFT), em parceria com o Serviço Florestal Americano (USFS) e Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (Usaid), desenvolve atividades de capacitação, monitoramento e supervisão técnica das atividades florestais no território. Para cumprir os objetivos estabelecidos, o
Durante oficina, realizada nos dias 28 e 29 de novembro, os moradores da Reserva Extrativista (Resex) Arióca Pruanã alinharam as últimas informações para a redação do Plano de Manejo Florestal Sustentável (PMFS). A atividade foi realizada pelo Instituto Floresta Tropical (IFT), por meio do projeto Florestas Comunitárias, apoiado pelo Fundo Amazônia. Os acordos fechados durante o encontro possibilitam a construção coletiva do documento em que, de um lado, a equipe multidisciplinar expõe dados técnicos e, do outro, comunitários apresentam suas
Os conhecimentos tradicionais acerca da floresta são repassados de geração a geração entre os moradores que habitam a região Amazônica. Para contribuir com o processo de aprimoramento, e ampliar o olhar dos produtores agroextrativistas que atuam com manejo florestal comunitário na Reserva Extrativista (Resex) Verde para Sempre, localizada em Porto de Moz (PA), o Instituto Floresta Tropical (IFT) realizou, entre os dias 13 a 17 de novembro, o curso Técnicas de Identificação Botânica em Manejo Florestal. Participaram da atividade 14 manejadores.
Prospecção de campo realizada pelo Instituto Floresta Tropical (IFT) na Reserva Extrativista (Resex) Arióca Pruanã, localizada no município de Oeiras do Pará, aponta potencial de produção madeireira a ser explorada por meio de plano de manejo florestal comunitário. O inventário amostral compõe as atividades de levantamento de informações que serão inseridas no plano e permite conhecer o potencial florestal, tipo de solo, hidrografia, relevo e outras informações. A atividade foi realizada durante duas expedições em áreas de florestas localizadas nas regiões