Notícias

Representantes da empresa STIHL estiveram na tarde da última quinta-feira, 11, no escritório do Instituto Floresta Tropical, em Belém, para formalizar a entrega de diversos equipamentos destinados ao manejo florestal. A doação faz parte de um projeto firmado entre a companhia de ferramentas motorizadas e o IFT com o objetivo de fortalecer o manejo florestal comunitário na Reserva Extrativista Arióca Pruanã, localizada no município de Oeiras do Pará, nordeste paraense. O acordo, assinado em novembro de 2019, prevê o fortalecimento das
O Instituto Floresta Tropical expressa profundo pesar pelo falecimento do engenheiro agrônomo e colaborador da Stihl Brasil, José Esteves Cordeiro Filho, ocorrido no último sábado, 30/10. Grande parceiro da nossa entidade, José Esteves foi um incentivador da qualificação e o aprimoramento de modelos de manejo florestal sustentável na Amazônia. Um de seus últimos trabalhos em parceria com o instituto foi a facilitação de um curso sobre manutenção de motosserras, realizado na Reserva Extrativista Arióca Pruanã, no município de Oeiras do Pará. O
         Referência nacional em disseminação e aprimoramento do manejo florestal sustentável na Amazônia Brasileira, o Instituto Floresta Tropical (IFT) lança neste mês a versão digital do “Diagnóstico Marco Zero das Cadeias Produtivas de Açaí e Madeira das RESEX do Marajó”. O documento tem o objetivo de nortear as ações de desenvolvimento do projeto Florestas Comunitárias e monitorar os efeitos de suas ações nas Reservas Extrativistas Mapuá, Arióca Pruanã e Terra Grande Pracuúba, no arquipélago do Marajó.     Produzido pela equipe
     O Instituto Floresta Tropical lança, neste mês, a 15ª edição da série de boletins técnicos sobre manejo florestal. Com o tema “Intercâmbio de experiências e aprendizados sobre manejo madeireiro comunitário em áreas protegidas da Amazônia: resultados e importância para o empoderamento comunitário”, a publicação, disponível em versão digital no site do IFT, mostra os resultados de um encontro de manejadores agroextrativistas, promovido pela pesquisadora associada do IFT, Ana Luiza Violato Espada, em parceria com o projeto Florestas Comunitárias,
      Presidente da cooperativa de produtores agroextrativistas dos rios Aramã e Mapuá (Coama), no município de Breves, região do Marajó, Janari Gonçalves comemora a venda do primeiro lote de açaí certificado da cooperativa, realizada na última sexta-feira, 06/08. A organização, formada por 56 famílias cooperadas, conseguiu fechar negócio com uma fábrica do estado de São Paulo e comercializou cerca de 40 toneladas de açaí certificado de manejo.       “Essa conquista é muito importante para a nossa comunidade. Pois, além de movimentar